segunda-feira, 27 de agosto de 2007

A Degeneração da Matéria

O tempo...
Se esvai como o vento
Acabando com o intento
Vai a tudo corroendo
Um bolor, uma ferrugem,
Teias de aranha surgem
Ficam apenas os conceitos
Objetos sem defeitos



Ass.: Márcio Beckman.

5 comentários:

woman feelings disse...

Danças?...

Um Momento disse...

Hum...
E quem não tem defeitos?
:))
Eu tenho :))
E agora... trago-te um miminho ´lá da minha casinha
Deixo um beijo abraçado... em ti
(*)
Noite linda
:))

Claudia Fernandes disse...

Muito legal..
É verdade, as idéias e os conceitos só são perfeitos enquanto tal.. No momento em que se materializam, sofrem inúmeras interferências.
E falha, de alguma forma.
Adorei.
Bjo.

woman feelings disse...

Adorei receber-te em minha casa!
Volta sempre!

Beijinhos musicais :)))

e

dança comigo... mas acima de tudo...dança com a própria vida, segue o ritmo....

Dia Feliz!

Um Momento disse...

Sorrindo te digo que o que me envolve é realmente muito acolhedor:)))
Paz, serenidade... muito amor dentro de mim:)))
Quanto aos miminhos...
Podes claro, correndo o risco de dizer "deves" caso assim o entendas, assim como se o desejares, os atribuires a quem e como bem entenderes:)))

Beijo enorme... bem aí... em ti
Dia lindo!!
(*)