quarta-feira, 11 de março de 2009

Rose Sempre



Os segundos marcam meus pensamentos
Os minutos, gostosos momentos
As horas são espaços no tempo
Voltados todos pra ela

Um dia é meu tempo de espera
E uma semana é pouco pra vê-la
Um mês todo gostaria de tê-la
Em meus braços, essa doce donzela

Um ano, um biênio, uma década
Vinte anos, um milênio, uma era
Já não importa, o tempo é inexistente
Pois ela em mim está sempre presente

Ass.: Márcio B. S.
_
Ouça: Madredeus - Haja o que houver

6 comentários:

Rafaela disse...

Todo romântico.



Sou eu que escrevo sim. xD

ana wagner disse...

Parece que nosso poeta está apaixonado! Linda declaração!
Obrigada por tuas queridas visitas ao meu blog, Márcio!
Até..

Sophia Compeagá disse...

E o tempo fica tão insignificante diante disso ne...

Helio disse...

Gostei de teu blog, tal qual se gosta dum espelho. No caso, um espelho destorcido, que põe nos eixos minha imagem.
Logo que o vi (o blog) pensamentei: "poxa, parece com o meu. Cool!"
Logo corrigi: "meu blog tenta parecer com o desse cara".

És parente do Railton?

Vanda Paz disse...

Bonito este poema

Beijo

Sentilavras disse...

ooooooooooooooooooooh... quase caiu uma lágrima!
Mt lindo...rs
bjos