quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

2010 Vias

A previsão do tempo
Antecipa as tormentas
Esquivas advertências
Alteram o movimento

Novíssimos elementos
Desviam as velhas correntes
De fluxo outrora sereno
Tornado agora emergente

A balsa enfrenta a torrente
Permanecendo sempre em frente
Passado o ponto sem volta
Dirige-se à nova porta

Esguia é a passagem
De fuga da tempestade
E Tênue é o raio de sol
Mas guia-nos como farol
Levando-nos à felicidade

Ass.: Márcio Beckman

6 comentários:

Adriano Carvalho disse...

Espero que as dicas sejam úteis e se souber de algo, te aviso.
Abraço!

Sophia Vieira disse...

Nossa, que bacana esses versos aqui... 2010 começou bombando né... entre desmoronamentos, enchentes e terremotos eis o SONOLÓQUIOS!
Aff... é tanto terremoto q até começo a ter mais coragem de tomar aviões... lá em cima pelo menos tô segura por este aspecto... rs

Q bom q gostou das mudanças lá... achei engracado me perguntar tao discretamente sobre as cerejas..rs
eu vou postar sobre a mudança...
tem significado sim, eu gosto muito de cerejas... =)

Feliz 2010 pra vc!!!

Poeta da Lua disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Poeta da Lua disse...

... e quando voltar ao ponto de partida refazer o caminho, mas bem sabemos que estamos ainda seguindo em frente, pois a paisagem sempre muda o brilho do sol que o tempo nos faz renovar. beijo-te e até...

bruno nobru disse...

tudo foi feito pelo sol.. (os mutantes) ou pelo som?

ana wagner disse...

Como teu poetar está perfeito, Márcio! Um poema emotivo e sério como esse nos soa suave e cheio de esperanças. Muito bom voltar a ler-te!
Beijo carinhoso,
Aninha